• Pragas
  • Sudeste
  • 26.09.2017
  • Por Meu Agronegócio

Como combater pragas e manter a produtividade de hortaliças

como combater pragas

Em todos os anos safra, as pragas agrícolas causam uma série de prejuízos para o agronegócio. Para manter a produtividade de sua lavoura confira abaixo dicas de como combater pragas que afetam hortaliças folhosas e brássicas. São exemplos desse grupo a alface, a couve, o repolho, agrião, rabanete e rúcula.

Lagartas

Muitas lagartas se alimentam de folhas, atacando o plantio dessas culturas. O curuquerê-da-couve é uma das pragas em regiões de temperatura elevada, podendo ocasionar prejuízo total na produção.

Outra lagarta que afeta plantios comerciais, sendo encontrada durante todo o ano no Brasil, é a traça-das-crucíferas. Um problema relativo ao seu controle é o desenvolvimento de resistência a inseticidas químicos.

Insetos sugadores

Entre os sugadores estão pulgões, moscas-brancas, cochonilhas, percevejos, tripes e cigarrinhas. São pequenos, possuem formato e cores variadas, podendo ter asas ou não. Vivem em grandes populações na face inferior das folhas, brotos e flores.

Eles sugam a seiva das plantas, tornando-as menos produtivas. Alguns ainda expelem líquido que favorece formação de película sobre as folhas.

Como combater pragas

Mudas sadias

O uso de espécimes saudáveis é uma dica básica, porém fundamental para a redução dos problemas com pragas e doenças.

Barreiras vivas

Colocação de barreiras vivas permanentes, como quebra-vento ou faixa de vegetação. No caso de tripes, os insetos migram das áreas externas, transmitindo as viroses nas plantas cultivadas.

Isolamento

Deve-se manter sempre parcela do cultivo de hortaliças entre faixas de outras espécies vegetais ou barreiras vivas. Por isso, as plantas que formam essas barreiras vivas não devem ser hospedeiras das pragas que atacam o cultivo principal.

Descarte

Recomenda-se a retirada e a queima das plantas infestadas, como medida para evitar a disseminação das pragas para o restante do cultivo.

Caminhamento

Tripes podem ser transportados na roupa das pessoas que transitam pela plantação, por exemplo. Por isso, evite caminhamento em locais de plantas saudáveis logo após passagem por local que apresenta infestação.

Irrigação

Atentar para o adequado manejo de irrigação das hortaliças, buscando evitar o estresse hídrico das cultivares.

Após a colheita

Os restos culturais resultantes da fase de colheita deve ser imediatamente destruídos, não sendo abandonados no campo, promovendo mais uma ação de como combater pragas.

Armadilhas adesivas

Armadilhas atrativas podem ser usadas, sendo revestidas com cola adesiva para retenção dos insetos. Placas ou garrafas plásticas pintadas de amarelo atraem pulgões e moscas-brancas, enquanto as pintadas de azul funcionam na coleta de tripes. Colocá-las ao redor das cultivares faz com que se saiba o período de entrada e origem dos tripes.

Inseticidas

Os defensivos devem ser utilizados em último caso, quando houver infestação comprovada. É preferível que o inseticida seja seletivo aos inimigos naturais do inseto que ataca as cultivares. Para diminuir o risco de resistência da praga aos inseticidas, deve ser feita a rotação de uso conforme princípios ativos.

Plantas repelentes

Outra dica é cultivar, no entorno da plantação ou dentro dos canteiros, plantas repelentes ou favoráveis à multiplicação dos inimigos naturais das pragas. Alguns exemplos de espécies: arruda, artemísia, cravo-de-defunto, coentro, hortelã, calêndula e mastruz.

No caso dos insetos sugadores, essas plantas liberam substâncias repelentes, fazendo com que se afastem das hortaliças plantadas. Da família do cravo-de-defunto, a Tagetes erecta também auxilia espécies de inimigos naturais de tripes e pulgões e contribui para a redução da infestação de nematoides.

Inseticidas alternativos

Soluções pulverizadas como água e detergente (1%); extrato de pimenta, alho e sabão neutro. Outra forma menos agressiva de como combater pragas – no caso de insetos sugadores – é o uso de óleo de soja ou algodão misturado em água e sabão ou detergente neutro. Calda de farinha de trigo e água pulverizada mata insetos por asfixia.

Ácaros

Liberação de ácaros predadores por via aérea pode ser uma prática biológica efetiva para o combate a moscas-brancas e tripes. No solo, ácaros predadores auxiliam na redução da população de tripes.

Bactérias

Lagartas pequenas podem ser controladas com o uso de bactérias como o Bacillus thuringiensis. Com indicação técnica, fungos entomopatogênicos e parasitóides também podem ser usados no combate a lagartas e outras pragas.

Gostou das dicas sobre como combater pragas das hortaliças? Compartilhe nas redes sociais para disseminar as informações. Comente abaixo se o conteúdo tiver sido útil.