• Aquisição de máquinas
  • 15.12.2016
  • Por Meu Agronegócio

Dicas para acertar na compra de tratores e colheitadeiras

Tratores e colheitadeiras

Como potência mundial do agronegócio, o Brasil conta com produtores rurais de todos os portes, que plantam as mais variadas culturas. Por isso e por ser um país tão grande, onde cada região tem características geográficas e climáticas próprias, a oferta de modelos de tratores e colheitadeiras é imensa.

Afinal, cada máquina tem particularidades que a tornam ideal para desempenhar um determinado número de funções. Portanto, para escolher o equipamento ideal, que atende melhor às suas necessidades, existem muitas variáveis a considerar.

Como escolher a máquina certa

Veja, abaixo, os principais fatores a levar em consideração antes de comprar tratores e colheitadeiras:

Planejamento financeiro

Comprar uma máquina agrícola é investir em um ativo para a sua fazenda. O que você precisa saber é que esse ativo sofrerá uma considerável depreciação e exigirá muitas despesas com manutenção. Faça um planejamento, calcule quanto dinheiro de depreciação e de manutenção o equipamento consumirá em um ano e integre esses números ao seu orçamento.

Consumo

O consumo de combustível é outro gasto considerável que você terá com o trator ou colheitadeira. Costuma-se medir o consumo da máquina agrícola em litros de combustível por hora de trabalho, ou então por hectare trabalhado. Como essa medição pode ser bastante relativa – e variar de acordo com o tipo do trabalho a ser feito –, o ideal é que você tenha um especialista no assunto ajudando a avaliar esse critério.

Potência

O cavalo-vapor (cv) é a unidade que mede a potência da máquina. A necessidade de potência do equipamento que você vai adquirir depende da função que ele vai executar, assim como do tipo de solo e da topografia do terreno.

Segundo Marcos Okuno, engenheiro na empresa Máquinas Agrícolas Jacto, em artigo no site InteliAgro, no caso dos tratores, em pequenos terrenos de até 30 hectares máquinas com 50 a 75 cv dão conta do recado. Em propriedades com 100 a 500 hectares, que costumam abrigar culturas como soja, arroz, milho e trigo, máquinas de até 130 cv são melhores. Para plantações acima dos 500 hectares, são recomendados tratores com potência acima de 130 cv.

Torque

É comum que o produtor preste atenção somente à potência da máquina, e não em seus atributos de torque. O torque é a força aplicada no extremo da roda multiplicada pelo seu raio. Outro conceito, a reserva de torque, permite que não seja necessário trocar de marcha quando o motor exigir uma maior rotação em função de um aumento no esforço (por conta de carga ou aclive).

Transmissão

Se você precisa de um trator que vai executar tarefas complexas, uma máquina com mais marchas pode ser útil. Assim, há mais opções para combinar velocidade e rotação de trabalho do motor.

Conforto

O conforto e ergonomia do operador também devem ser levados em consideração na hora de adquirir uma máquina. Uma cabine cômoda e climatizada protege o condutor do clima e da exposição a defensivos agrícolas.

Colheitadeiras

No caso das colheitadeiras, outras variáveis vão impactar no custo-benefício da máquina. As maiores, de maior potência, têm capacidade de colher mais quilos por hora. A partir dos cálculos de manutenção e consumo de combustível, você chegará ao custo por hectare colhido. Atente também para a capacidade do tanque graneleiro.

Gostou das dicas? Então compartilhe o conteúdo nas redes sociais. Se você ainda tem dúvidas, deixe um comentário abaixo.