• Financiamento
  • Centro-Oeste
  • 26.09.2017
  • Por Meu Agronegócio

Manual do crédito rural brasileiro para o ano safra 2017/2018

manual-do-credito-rural

Criado em 1965, o Sistema Nacional de Crédito Rural (SNCR) “tem sido o instrumento central da política agrícola para promover a produtividade e o aumento de renda no Brasil”. Estimulando os investimentos e o custeio da produção e comercialização de produtos agropecuários, para o ano safra 2017/2018 são disponibilizados R$ 188,3 bilhões. Confira abaixo um manual do crédito rural, com dados, dicas e formas de acesso.

Cifras e dados

Desde primeiro de julho – e até 30 de junho de 2018 –, produtores rurais têm à disposição R$ 188,3 bilhões para o financiamento de suas atividades, além de R$ 1,95 bilhão para subvenção de prêmio do Seguro Rural e apoio à comercialização. O valor total destinado pelo SNCR para o crédito rural apresenta aumento de 24,3% em relação ao ano safra anterior.

O agronegócio corresponde a 22% do PIB e 46% das exportações, sendo o grande responsável pelo superávit da Balança Comercial do Brasil. Em um cenário econômico de retomada do crescimento, os investimentos na produção agropecuária, que têm apresentado resiliência aos efeitos da crise e adversidades econômicas, são não somente justificados, como necessários.

Juros

Além de ampliar o montante de recursos disponível, o Plano Agrícola e Pecuário 2017/2018 também oferece juros menores para o financiamento da agricultura, em comparação a anos anteriores. Os juros das operações foram reduzidos entre um e dois pontos percentuais, conforme manual do crédito rural do governo federal.

A redução nas linhas de custeio e de investimento foi de 8,5% ao ano e 9,5% ao ano para 7,5% e 8,5%, respectivamente – diminuição de um ponto percentual. Houve redução de 2% nos programas prioritários voltados à armazenagem (Programa para Construção e Ampliação de Armazéns) e à inovação tecnológica na agricultura (Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica na Produção Agropecuária), ambos com juros fixados de 6,5% ao ano.

Manual do crédito rural do Banco Central

O Sistema Nacional de Crédito Rural é regulado pelo Banco Central do Brasil (BCB), uma vez que as normativas estipuladas pelo governo são executadas por instituições financeiras públicas e privadas. Para isso, o BCB consolida em um manual do crédito rural – disponível em seu site – o regulamento completo.

Estão aptos a acessar os financiamentos estipulados no manual do crédito rural produtores agropecuários (tanto como pessoa física ou pessoa jurídica); cooperativa de produtores rurais; e pessoa (física ou jurídica) que se dedique a uma das atividades abaixo:

  • Pesquisa ou produção de mudas ou sementes fiscalizadas ou certificadas;
  • Pesquisa ou produção de sêmen para inseminação artificial e embriões;
  • Prestação de serviços mecanizados de natureza agropecuária, em imóveis rurais – inclusive para proteção do solo;
  • Prestação de serviços de inseminação artificial, em imóveis rurais, medição de lavouras;
  • Atividades florestais.

Banco com maior participação no SNCR

Quase metade do valor para crédito rural é disponibilizado pelo Banco do Brasil. São R$ 91,5 bilhões para a cadeia do agronegócio no ano safra 2017/2018. O valor é 28% superior ao aplicado na safra anterior.

O banco observa cenário favorável a realização de negócios, em virtude da redução de encargos financeiros e do estímulo aos programas de armazenagem e inovação tecnológica e a inclusão de novos cultivares na agricultura de baixo carbono.

Valores por porte do mutuário:

  • R$ 14,6 bilhões para agricultura familiar;
  • R$ 15,5 bilhões para médios produtores;
  • R$ 61,4 bilhões para demais produtores.

Valores por finalidade:

  • R$ 60,1 bilhões para custeio;
  • R$ 19,4 bilhões para investimento;
  • R$ 12 bilhões para comercialização.

Os produtores rurais que pretendem acessar as linhas de financiamento devem apresentar as propostas de financiamento em suas agências de relacionamento. É possível, também, apresentar propostas de custeio e investimento via aplicativo do banco para smartphones e tablets.

Ainda tem dúvidas ou sugestões sobre o manual do crédito rural? Comente abaixo ou compartilhe com sua rede de contatos nas redes sociais.