• Startups
  • 23.08.2017
  • Por Meu Agronegócio

Panorama dos investimentos em startups agro

investimentos em startup agro

O termo startup geralmente é vinculado a empresas que desenvolvem um programa ou aplicativo para computador ou dispositivo móvel. Mas os programas de investimentos em startups agro provam que há outras áreas em que essas companhias nascem e se desenvolvem.

As startups, na realidade, têm mais a ver com tecnologia, crescimento muito rápido e, geralmente, um modelo de negócio escalável. Esse tipo de empresa geralmente cria uma maneira inovadora de gerar valor e, com isso ganhar muito dinheiro. Por isso, as startups são muito visadas por investidores.

A seguir, vamos apresentar alguns programas de investimento em empresas que desenvolvem modelos de negócio disruptivos na economia rural.

Agrofip

Logística, gestão, IoT, big data, biotech, água, carbono e sustentabilidade. Essas são as áreas de interesse para inovação em agricultura e pecuária propostas pelas aceleradoras Casa do Adubo, Grupo Pianna, Coopttech, Royse Law e Start You Up.

Estão disponíveis até R$ 25 milhões durante os próximos cinco anos. Para 2017, o plano de investimentos considera ao menos dez novos empreendimentos para investimento. O aporte para cada investimento pode variar entre R$ 250 mil e R$ 2 milhões.

O Agrofip promove uma série de atividades importantes para o sucesso do empreendimento das empresas associadas. Além dos aportes financeiros, também atua na aplicação dos recursos investidos. Não há prazo final para inscrições. Mais informações e contato via site da iniciativa.

Startup Farm

Mais experiente aceleradora da América Latina, a Startup Farm busca equipes diferenciadas, com o poder de gerar disrupção em seus mercados, digitais ou não, apoiados por uma rede de mentores e parceiros que facilitam a evolução e consolidação no mercado. Periodicamente, abre inscrições para iniciativas de todos os segmentos.

A 21ª edição do programa da aceleradora, iniciada em julho, terá investimentos em startups agro: GAIIA, que utiliza inteligência artificial para análise de múltiplas fontes de dados, ajudando a reduzir riscos e aumentar lucros na cadeia do agronegócio, e Nagro, plataforma que permite aos produtores rurais acesso a fontes de crédito para investimento.

Cases e todos os detalhes de atuação da Startup Farm estão em seu portal na web.

AgroStart

Líder em investimento de pesquisa e desenvolvimento para agricultura na América Latina, a Basf se uniu a ACE, premiada como a melhor aceleradora pela LatAm Founders. Juntas, oferecem inscrições para a próxima turma de aceleração do programa AgroStart. São buscadas soluções em agricultura de precisão, automação, reposição, gestão e rastreabilidade.

Uma vez selecionada, a startup passa por um programa de aceleração de seis meses. Serão contempladas diversas etapas de desenvolvimento, de posicionamento da solução e eficácia nas operações, até aspectos de vendas e projeções financeiras. O aporte pode ser de até R$ 150 mil.

Uma página no portal em português da Basf na web contém todas as informações, além do formulário de inscrição para se candidatar a receber investimentos.

Conhece outras iniciativas de investimentos para startup agro? Contribua com informações nos comentários. Alguém em sua rede de contatos pode se interessar pelo tema? Compartilhe.